As obras de engenharia estão diretamente ligadas aos projetos. Não há como uma obra fluir sem ter sido baseada em um bom projeto antes.

Após os passos que nós falamos no nosso texto “Projetos! Tipos, importância e benefícios”, nós veremos agora um passo a passo de como funciona uma obra, como ela começa e como termina.

Após ter encontrado o terreno ideal para sua edificação, deve ser elaborado o cronograma de quanto tempo será disposto para cada etapa da construção, são informações extremamente importantes para contratar a mão de obra e os fornecedores, assim estabelecendo um prazo de conclusão. O planejamento financeiro também entra nessa parte, pois é preciso fazer uma cotação do material que será usado, para sim ir atrás dos fornecedores, achando o melhor material pelo melhor preço, assim não correndo o risco de faltar algo em momento algum.

A partir disso, iniciaremos a obra, a primeira etapa começa com a Infraestrutura, pelas fundações. Essa é parte da estrutura que irá aguentar todo peso da obra, existem as fundações superficiais (com até 3 metros de escavação) e as fundações profundas (com mais de 3 metros de escavação). Veja os tipos de fundações: 

Fundações superficiais:

  • Sapata;
  • Bloco de Fundação;
  • Radier;
  • Viga de Fundação.

Fundações profundas:

  • Estacas;
  • Tubulões;
  • Caixões.

Depois vem a Superestrutura, que seria o “esqueleto” da edificação, que é composta por:

  • Pilar;
  • Parede;
  • Verga e contra-verga;
  • Torre caixa d’água.

Com isso é estruturado a parte da cobertura, começando pela parte estrutural, o engradamento e depois vindo com a cobertura em si, que são as telhas:

  • Forro (pré-moldado, madeira, PVC ou gesso);
  • Oitão;
  • Telhado (pré-moldado, madeira, PVC);
  • Telha (ceramica, concreto, etc).

Com isso vamos para a parte de esquadrias:

  • Guarnição;
  • Batente;
  • Folha;
  • Vista.

Uma parte que deve ser feita com grande atenção é a que vem a seguir, as instalações hidrossanitárias, que é a parte responsável por cuidar da água e esgoto. Tem objetivo de distribuir a água, sem causar problemas para as pessoas e a natureza. Existem dois tipos de instalações hidrossanitárias:

  • Distribuição Direta: Toda a água vem da rede pública;
  • Distribuição Indireta: A água vem da rede pública, mas é armazenada numa caixa d’água.

As instalações elétricas são formadas pela passagem de eletrodutos, fios e cabos, seguida da instalação de tomadas e interruptores. A instalação é dividida em circuitos protegidos por um disjuntor.