Muito tem se falado sobre a utilização de pré-moldados e pré-fabricados na construção civil. Mas você sabe do que se trata? Neste texto iremos elucidar o que eles são e a diferença entre ambos.

Você sabe o que são pré-moldados?

Pré-moldados são elementos estruturais de concreto, como vigas, pilares, lajes, paredes, etc.

São usados para agilizar o processo de construção de uma obra e assim cortando boa parte do tempo de demora na hora de levantar um imóvel. Além de serem mais viáveis no ponto de vista econômico e do ponto de vista técnico.

O pré-moldado nada mais é do que um material de construção que consiste em pôr concreto em um molde, para dar uma forma específica e então levar para uma outra área controlada para ser tratado e assim garantir a qualidade da peça.

Quando finalizado é levado para a construção para ser utilizado. Por oferecer um processo mais rápido, mais barato e mais seguro, os pré-moldados que antes eram considerado apenas para construções grandes como pontes, viadutos e afins, agora começa a ser considerado para construções de pequeno porte, como casa e edifícios pequenos. O uso desse tipo de material já vinha muito sendo utilizado em construção de escolas e estacionamentos.

Qual a diferença entre pré-moldados e pré-fabricados?

A diferença entre pré-moldados e pré-fabricados está entre o processo de produção de ambos.

Os pré-moldados são feitos especificamente para uma obra, podendo ser feito antes, ou até mesmo durante a construção da mesma, podendo ser levantada mais de área de uma vez. E eles são feito em um local separado, como citado acima, só que produzido pelo próprio empreendimento, com isso o processo de avaliação é menos rigoroso e geralmente é avaliado por algum profissional da própria empresa.

Já os pré-fabricados são produzidos industrialmente, sofrendo o processo de avaliação mais rigoroso e avaliado por um laboratório.

Ambas às produções segue as normas a seguir: ABNT NBR 14.931:/2004 – Execução de Estruturas de Concreto – Procedimento, e a ABNT NBR 12.655:/2015 – Concreto de cimento Portland – Preparo, controle, recebimento e aceitação – Procedimento.

A definição de pré-moldado e pré-fabricado é estabelecida pela norma ABNT NBR 9.062/2017 – Projeto e Execução de Estruturas de Concreto Pré-Moldado, da Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Por que utilizar pré-moldados?

Agilidade:

O processo de construção de uma obra elaborada com pré-moldados, flui muito mais rápido do que quando a produção do concreto é feita in loco. Pois como a produção das peças são feitas em outra localidade, é possível produzir mais de uma ao mesmo tempo. Como por exemplo, enquanto a base da construção ainda está sendo feita, os outros andares já estão sendo produzidos e ficando prontas é só “montá-los”.

Custo:

Por conta da produção ser feita sob uma rigorosa inspeção, o produto saí com uma qualidade muito alta e como os produtos utilizados são mais baratos, fica mais baixo o custo. E por depender de menos mão de obra, isso contribui no orçamento mais baixo da obra.

Versatilidade: 

Por conta de ser criado fora da área de construção, fica mais fácil a produção de como a peça será feita e assim, dá para pautar a construção em cima das peças, por elas poderem serem feitas de cores, formas e com uma finalização especial.

Sustentabilidade:

Por ser capaz de utilizar material reutilizável e/ou reciclável, é possível agredir menos o meio ambiente e fazer com que a construção seja mais sustentável.

Durabilidade:

Como o processo de criação do concreto é mais cuidadoso e rigoroso do que o concreto feito na área da construção, às peças tem uma durabilidade muito maior. E a maioria dos produtores de pré-moldados trabalha com orientação de design focadas em durabilidade.

Agora que você já conhece o concreto pré-moldado e todos os benefícios que o cercam, ficará mais fácil de saber o que será melhor para s